como é o desenvolvimento infantil nos primeiros anos de vida

COMO É O DESENVOLVIMENTO INFANTIL NOS PRIMEIROS ANOS DE VIDA

01/03/2019| Ana Fernanda

“Quando olho uma criança ela me inspira dois sentimentos. Ternura pelo que é, e respeito pelo que possa ser” Jean Piaget

Com esta perspectiva início nosso diálogo… diálogo é lugar de encontro! De troca de experiência, de transformação e até libertação!

Desejo que sejam bem vindos à este lugar!

Falar sobre desenvolvimento infantil é dizer de possibilidades e combinações infinitas. Cada criança é única, cada família se constitui de uma forma, os pais também são sujeitos. Nesta fórmula matemática o resultado será sempre ÚNICO! Ah! Se houvessem receitas.

Claro que temos marcos do desenvolvimento. Ou seja, existe idade para andar, falar, ler, escrever e, em todos os marcos existe um desvio padrão que é “uma folguinha” no tempo. Estes pontos em comum no desenvolvimento infantil nos dão possibilidades de avaliar e intervir caso seja necessário.

“Fazer crescer” nos primeiros anos de vida

Mas hoje gostaria de dialogar sobre o que não está escrito, sobre o que não está demarcado pela teoria do desenvolvimento.

Os primeiros anos de vida é momento de “fazer crescer” , de conhecer, de aprender junto, de construir… de nascer uma mãe, um pai, um filho, uma família.

Nos primeiros anos é momento de ganhar independência motora, saber chegar onde há desejo, caminhando. É aprender que as coisas do mundo tem nome e que cada coisa tem sua função. É experienciar sabores, conhecer cores, aprender a sentir, apreender para si um mundo.

Ah! Os primeiros anos é momento de sentir-se “um” diferente da mãe, adquirir individualidade. Se expressar pela fala, ver o outro e com ele construir relações, ver o mundo e com ele construir aprendizado, ver  o ambiente e perceber que ele traz sensações incríveis.

Ainda nestes primeiros anos aprendemos a amar e a ser amados, aprendemos que alguns ambientes nos deixam seguros e felizes, outros nem tanto. É também nestes primeiros anos que as frustrações chegam e precisamos aprender a lidar com elas, afinal de contas elas fazem parte da vida. E, aprendemos a buscar recursos em nós mesmos.

O que você ensina seu filho?

A criança NÃO aprende isso tudo sozinha! O olhar atento, zeloso e amoroso dos pais acompanha e autoriza o crescimento e desenvolvimento. Os pais mediam a relação da criança com o mundo. A criança vê o mundo com o significado que os pais dão ao mundo!

Neste nosso diálogo é preciso ressaltar que não é a forma que as famílias se constituem que determina como será o desenvolvimento da criança. O mais importante é que cada integrante da família ocupe o SEU lugar, isto dá à criança a segurança para se arriscar no processo de crescimento e desenvolvimento.

Desta forma, entendemos o desenvolvimento como algo muito maior que a aquisição dos marcos do desenvolvimento motor, cognitivo ou de linguagem. Entendemos desenvolvimento como POSSIBILIDADES!

Cada família é única! Cada criança é única! E, cada uma se desenvolve de uma forma única! Esta é a lindeza de tornar-se um sujeito, de construir uma identidade única.

Bert Hellinger nos diz que “A felicidade pode ser aprendida. Ela se aprende por meio do AMOR”.

O que você ensina seu filho?

Se gostou desse conteúdo deixe seu comentário aqui embaixo e compartilhe com seus amigos. Aproveite e acompanhe o CCAA Divinópolis no Instagram e Facebook.

Mãe da Luísa, Ana Teresa e Cecília
Terapeuta ocupacional
Psicopedagoga
Pós graduada em Neuropsicologia
Formação em Neuroortopedia da Infância e adolescência
Docente do Curso de Psicologia da Faculdade Pitágoras Divinópolis
Diretora Clínica da Oficina do Brincar

Artigos relacionados

VOLTA ÀS AULAS SEGUNDO SEMESTRE DE 2019
06/08/2019| CCAA Divinópolis
International Food CCAA 2019
12/06/2019| CCAA Divinópolis

Comentários