A IMPORTÂNCIA DA HIGIENIZAÇÃO ORAL DA CRIANÇA

16/11/2018| Karla

Quando eu ainda era só uma “dentista” achava que a higienização oral da criança era algo simples, afinal de contas seria só abrir a boca e escovar né?! Minha cabeça mudou há 6 anos atrás, quando nasceu a minha primeira filha Lavínia.

Logo depois do nascimento dos seus primeiros dentinhos comecei a higienização e percebi que não era tão simples assim, pois ela chorava todas as vezes que eu limpava. Depois de 3 anos veio a Cecília, minha segunda filha. Então nessa hora os cuidados com a higiene duplicaram e o cansaço aumentou.

A maternidade me trouxe um olhar diferente para a minha profissão de odontopediatra, pois comecei a vivenciar a rotina da higienização em casa, com duas crianças e pude perceber que como o cansaço, a correria de trabalho, pode fazer com que esses cuidados básicos sejam deixados para trás.

Então mesmo cansada, com sono, correndo para sair para o trabalho, levá-las na escola, eu paro tudo e falo: “Vamos lá escovar os dentes”, pois sei que ali serão gastos dois minutos, e que eles trarão para minhas filhas saúde bucal e assim elas ficarão longe da doença cárie e da doença periodontal.

Nossos pequenos precisam de nós nessa hora. Uma criança irá conduzir bem uma escovação sozinha só quando ela já tiver desenvolvido sua coordenação motora fina, e isso acontece só por volta dos 7 ou 8 anos de idade.

Mas mesmo assim depois disso, nós pais ainda temos que ficar de olho, e até mesmo, se necessário, fazer a última escovação para a criança, afinal de contas ela ainda é uma criança e precisa ser supervisionada.

A ESCOVAÇÃO É PRIMORDIAL PARA GARANTIR A BOA HIGIENIZAÇÃO ORAL DA CRIANÇA

Explicar para ela o que acontece com o dente caso não seja escovado, vai ajudar a criança a entender o porque ela tem que parar de fazer o que ela está fazendo para ir escovar os dente.

Esse momento pode gerar uma exigência maior e ser bem estressante, por isso tenha paciência e pense que seu filho precisa de você para ter uma boa higiene bucal.

Se caso seu filho dar trabalho e chorar para escovar os dente, não se deixe levar pelo choro da criança, eles só não estão querendo viver esse momento, mas eles ainda são bem pequeninos para entender a importância de fato da escovação.

Então vamos lá: Qual a quantidade certa de pasta dental usar? Qual a frequência?

escovação infantil

USAR OU NÃO A PASTA COM FLÚOR?

A pasta dental com flúor deve ser a partir da concentração de 1000 ppm de flúor (essa informação você encontrará escrita atrás das embalagens)
O flúor deve ser encarado como medicamento, e por isso quem deve colocá-lo na escova da criança supervisionando a escovação é um adulto. Nunca a própria criança.

A pasta de dente quando usada na prescrição correta e de maneira consciente, não é tóxica e traz benefícios.

QUANDO COMEÇAR A USAR O FIO DENTAL?

O fio dental deve ser usado assim que seu filho já tiver um dentinho ao lado do outro (mesmo que seja espaçadinho). Pode usar uma vez ao dia, de preferência à noite, pois só ele é capaz de remover restos alimentares e placa bacteriana que fica entre um dente e outro e a escova não consegue limpar lá.

O uso do fio deve entrar na rotina da higienização igual a escova de dente. Encontra-se em algumas farmácias o fio dental com haste, ele é bem prático para usar em crianças.

EVITANDO A CÁRIE NA INFÂNCIA

Hoje em dia a doença cárie é a mais comum no Brasil, mas muitas pessoas nem imaginam que sofrem deste mal. Ela é uma deterioração do dente que está diretamente relacionada ao estilo de vida do indivíduo, ou seja, ao que come, como cuida os dentes e se tem acesso a água fluoretada.

Então papai e mamãe, fiquem bem atentos a alimentação do seu filho. O consumo elevado de açúcar é preocupante, pois está presente em bolachas, refrigerantes, doces, balas, chicletes, sorvetes, etc.

Vamos fazer um combinado com as crianças sobre o doce. Durante a semana nada de doce (a não ser que tenha algum aniversário ou algo assim, afinal doce se remete a infância e não precisamos ser um general também, e como essas festinhas são raras, não vai fazer mal). Assim deixamos o doce para o final de semana, uma boa conversa, com combinados legais, seu filho rapidinho se adapta com a ideia de que o doce é só no final de semana.

É importante vocês saberem que este post é embasado em comprovações científicas e nas diretrizes de saúde das principais associações que regem a saúde infantil, visa esclarecer de uma forma ampla e correta a utilização do flúor, sua quantidade e frequência da escovação desde o primeiro dente decíduo (dente de leite).

Vocês sabiam que a cárie na criança tem uma evolução bem mais rápida do que no adulto? Pois é, não dá para ter preguiça na hora de escovar os dentinhos das crianças não. E nessa hora é muito interessante e eficaz quando vocês usam o lúdico:

  • falar que está na hora do dentinho tomar banho;
  • que papai e mamãe vão matar todos os bichinhos que estão “morando” no dentinho dela;
  • dar ‘’nomes’’ aos bichinhos que serão retirados dos dentes na hora da escovação;
  • deixar que ela escove os seus dentes e logo depois vocês escovam o dela.

Então é isso papai e mamãe. Seus filhos precisam de vocês para manter os dentinhos limpos e livre da cárie. Façam tudo com muito amor, paciência e de uma maneira lúdica, seu filhos agradecem. Contem com minhas dicas e com a minha ajuda. Para saberem mais sobre o meu trabalho visitem minha página no instagram @karlaluisa.odontopediatria

Graduada em Odontologia pela Universidade de Itaúna.
Especialista em odontopediatria.
Aperfeiçoamento em ortodontia preventiva.
Aperfeiçoamento em odontologia neonatal.
Exercendo uma odontologia humanizada.

Artigos relacionados

Comentários